Odenildo Sena relança “A Engenharia do Texto”

O professor, escritor e colunista deste Amazonas no Congresso, Odenilso Sena, lança a quarta edição de “A Engenharia do Texto”, obra que há anos vem ajudando alunos, jornalistas, escritores em começo de estrada, enfim toda pessoa que quer ler e escrever bons textos.

Na apresentação do livro, ele mesmo diz que “escrever não é uma tarefa fácil e prazerosa”. A partir desta afirmação, Odenildo põe em xeque os mitos que envolvem a prática intelectual de redigir um bom texto e se recusa a oferecer receitas, dicas e técnicas prontas e enfadonhas.

Diferente desse caminho tradicional e de resultados pouco animadores, ele propõe em “A Engenharia do Texto” uma viagem extremamente didática e inovadora, onde estudantes e interessados caminham lado a lado com a vasta experiência do autor. Ao longo desse percurso, o leitor entra em contato com o contínuo processo de desconstrução e construção de textos, com o objetivo de se familiarizar com a engenharia de sua construção. Para isso, trabalha arduamente com a sua mais elementar unidade de composição – o parágrafo –, até atingirem o domínio das ferramentas básicas necessárias à elaboração do que Sena chama de textos plenos e complexos, envolvendo um conjunto de parágrafos.

Ao final da viagem, estudantes e interessados se veem diante de seus próprios textos e confirmam que, embora não seja uma tarefa fácil e prazerosa, o produto da boa escrita, resultado da disciplina, da dedicação, da leitura e de muita prática, pode ser extremamente gratificante.

Fique com Odenildo Sena apresentando sua obra https://web.facebook.com/OdenildoSena/videos/2129680253721733/UzpfSTEwMDAwMDM5MzM4MTAxNzpWSzoxOTU2MDUwNDgxMTMxMTU2/?query=engenharia%20do%20texto&epa=SEARCH_BOX

O livro pode ser adquirido aqui.

Odenildo Sena é formado em Letras pela Universidade Federal do Amazonas, onde foi professor do Departamento de Língua e Literatura Portuguesa desde 1980, tendo-se reformado em 2012. Em 1982, especializou-se em Psicologia do ensino-aprendizagem pela Universidade de Campinas. Em 1985, obteve o título de Mestre em Linguística Aplicada pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) com a dissertação “A semântica do poder”, onde analisa a influência de um dado universo léxico próprio do período ditatorial. Em 1997, defendeu na mesma universidade a sua tese de doutoramento “De Fernando a Fernando: as teias ideológicas do poder”, onde analisa o discurso dos dois primeiros presidentes civis eleitos após o regime militar. Em 2017, passou a residir em Portugal. É autor dos livros “Palavra, poder e ensino da língua” (2ª. Edição), “A engenharia do texto” (4ª edição), “No tempo de eu menino”, “Mazelas do livro didático” e “Tempos de memória”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *